top of page
  • Foto do escritorDa redação NovoAgro

AM: ONG recebeu R$ 35 milhões



A ONG Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), ligada à ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, recebeu R$ 35 milhões do Fundo Amazônia, em 2022, e gastou R$ 24 milhões desse montante com consultorias, viagens, mais folha de pagamento. Alemanha e Noruega são os maiores doares do Fundo.


Os gastos constam em documentos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das ONGs, aos quais a Revista Oeste teve acesso.


Conforme o diretor executivo do IPAM, André Guimarães, Marina ocupa o cargo de conselheira honorária da ONG. Guimarãe defendeu a atauação da ONG. "Já produzimos mais de 1,2 mil artigos científicos, publicados em quase todas as revistas importantes do mundo", disse. "É uma biblioteca de dados sobre a Amazônia, tudo de graça para o público do mundo todo. Uma produção de alto nível, que já gerou políticas públicas, onde abordamos os riscos e caminhos para a região. "


A CPI levantou dúvidas sobre a atuação da ministra. Isso porque Marina supostamente privilegia ONGs ao facilitar a distribuição de dinheiro do Fundo Amazônia para essas organizações. Marina também compõe o Comitê Orientador do Fundo, de acordo com a Comissão.


Fonte: Reportagem da Revista Oeste

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page