top of page
  • Foto do escritorMarcelo Vedolin

Lula escolhe novo Ministro Extraordinário para reconstruir RS

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) escolheu o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), atual ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), como ministro extraordinário para a reconstrução do Rio Grande do Sul, estado devastado pela maior tragédia climática de sua história.


A notícia foi publicada inicialmente pelo colunista Ricardo Noblat, do site Metrópoles.


Mais cedo, o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT), já havia informado, em entrevista à GloboNews, que Lula indicaria um representante do governo para atuar como uma autoridade federal permanente no Rio Grande do Sul.

Presidente Lula nomeia Paulo Pimenta como Ministro Extraordinário para a reconstrução do Estado do Rio Grande do Sul.

A posse de Pimenta como ministro extraordinário deve ocorrer na quarta-feira (15), quando está programada uma nova visita de Lula ao estado.


Ele deixará a Secom e deve ser substituído, interinamente, por Laércio Portela.


A ideia do presidente da República é que Pimenta coordene todas as ações do governo federal destinadas à recuperação do Rio Grande do Sul, atuando em conjunto com os demais ministérios e com prefeitos das cidades gaúchas e o governador do estado, Eduardo Leite (PSDB).


Lula volta ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (15)


O Palácio do Planalto confirmou que Lula estará novamente no Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira (15), em sua terceira visita ao estado desde o início da tragédia.


Além de anunciar Paulo Pimenta como o representante oficial do governo em território gaúcho para tratar da crise, Lula divulgará um novo pacote de medidas de socorro ao estado.


O presidente quer fazer o anúncio ao lado dos presidentes dos demais Poderes: o senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Congresso Nacional, e o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta Corte do Judiciário.


O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), também deve participar do anúncio, como tem acontecido nos últimos dias, a cada medida tornada pública pelo governo.

Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, diz que soube da indicação e da nomeação pela imprensa.

Pimenta, aos olhos dos outros:

"Estou sabendo pela imprensa", disse Leite. Por isso, ele não quis dar declarações sobre o assunto. "Vou aguardar manifestação oficial. Não estamos sabendo de nada", afirmou esta manhã.


Enquanto isso, em Brasília:

Lula disse publicamente, em mais de uma ocasião, que pretende visitar algumas das cidades mais atingidas pelas inundações no Rio Grande do Sul.


Na segunda-feira (13), o governo federal anunciou que enviará ao Congresso Nacional um projeto de lei complementar que suspende, por um período de 3 anos, 100% do pagamento da dívida do estado do Rio Grande do Sul com a União.

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page