top of page
  • Foto do escritorDa redação NovoAgro

RS: prejuízos de R$ 4,6 bi

Enquanto o Rio Grande do Sul tenta se recuperar das consequências devastadoras das recentes enchentes, um relatório divulgado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) nesta terça-feira choca ao revelar que os danos materiais já ultrapassam os 4,6 bilhões de reais.


O Estado, profundamente afetado pelas intensas chuvas e inundações, contabiliza um trágico saldo de 95 mortos e 131 desaparecidos.


A CNM informa que mais de 78% dos municípios gaúchos foram atingidos pelo desastre natural, com quase 100 mil residências danificadas ou completamente destruídas desde o início das tempestades na semana passada.


Porto Alegre - Rio Grande do Sul, 07 de maio de 2024.

"O montante dos prejuízos tende a crescer exponencialmente à medida que as águas começam a recuar", destaca a CNM em comunicado oficial.


Dos 4,6 bilhões de reais estimados como prejuízo, cerca de 465,8 milhões correspondem a danos no setor público, enquanto outros 756,5 milhões estão associados ao setor privado.


A maior parte dos estragos, até o momento, concentra-se no setor habitacional, totalizando 3,4 bilhões de reais em perdas.


A CNM também alerta para os danos humanos, além das vítimas fatais, ressaltando a dificuldade em estimar o impacto total.


Com a necessidade urgente de reconstruir unidades de saúde e outros prédios de serviços públicos, aumenta o risco de disseminação de doenças como leptospirose, hepatite A e dengue.


Enquanto equipes de resgate continuam as buscas por sobreviventes isolados pelas enchentes, relatos de escassez de alimentos e suprimentos básicos se multiplicam entre os que conseguiram escapar das áreas afetadas.


Segundo a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, 401 dos 497 municípios foram afetados pelos eventos climáticos, deixando mais de 159 mil pessoas desalojadas, sendo 48 mil delas alojadas em abrigos improvisados.


Fonte: Reuters

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page