• Da redação NovoAgro

Marketing Rural fora da porteira

Atualizado: 15 de jul.

A palestra “Marketing Rural Fora da Porteira”, ministrada pelo presidente da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agro (ABMRA), Ricardo Nicodemos, abriu o ciclo de palestras da 54° Expoagro, realizada pelo Sindicato Rural de Cuiabá, no Parque de Exposições Senador Jonas Pinheiro, na Capital, Nicodemos ressaltou a importância de “contar a história” entre o caminho percorrido do desenvolvimento das sementes, a sua utilização pelos produtores até chegar ao consumidor. “Os produtos não brotam nas gôndolas dos supermercados. Precisamos mostrar para a população que os alimentos dependem do produtor, que empenha o seu tempo, dedicação para cultiva-los”, explicou o Ricardo Nicodemos.



O agro movimenta operações financeiras gigantescas e depende de uma boa comunicação com seu público-alvo para transmitir as ideias desejadas e vender sua produção. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Brasil concentra 5 milhões de produtores rurais, que movimentaram R$ 1,129 trilhões em 2021, valor correspondente a 29% do Produto Interno Bruto (PIB). O órgão ainda aponta que o país é líder mundial na produção de grãos, fibras, laranja, café e cana-de-açúcar.

As plataformas digitais são meios recorrentes na utilização do compartilhamento de informações a respeito do setor, porém, não podem ser enxergadas como as únicas formas. Uma pesquisa do Instituto Innerscope aponta que 25% do público compra o que vê na TV e 65% o que lê em revistas, segundo levantamento da IPSOS. “O mundo virou digital, mas não dá para criar uma única estratégia”, disse Nicodemos.

Um recorte nacional detalha que 76% dos produtores assistem a televisão, 71% ouvem rádio e 74% acessam a internet. De acordo com o palestrante, os dados comprovam a necessidade de investir em veículos de comunicação diferentes.

“Nós tivemos um crescimento das plataformas nos últimos dois anos. Algo que era esperado somente para os próximos 10 anos e o agro está inserido nesse contexto. Mas o que nós temos dito é que o digital é apenas uma das ferramentas disponíveis para se comunicar com o produtor e o produtor se comunicar fora das porteiras”, completou o presidente da ABMRA.


Fonte: Assessoria de Imprensa.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo