top of page
  • Foto do escritorDa redação NovoAgro

Tudo o que rolou na Agrishow

Numa só página, você vai acompanhar tudo o que foi divulgado pela assessoria da Agrishow 2023 - 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação em relação aos principais temas e eventos da feira em ordem cronológica dos acontecimentos durante toda a semana. Acompanhe.



PESQUISADORA DA EMBRAPA SERÁ HOMENAGEADA NESTA SEGUNDA, ÀS 17H

A pesquisadora da Embrapa Milho e Sorgo, Christiane Abreu de Oliveira Paiva, será homenageada pela Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. A cerimônia acontece nesta segunda-feira, 1º, às 17h, no estande das entidades, localizado na Praça Central.

Graduada em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa em 1994, Christiane Paiva tem Doutorado em Interação Planta-Microrganismos, pela Universidade Federal de Minas Gerais (2007) e mestrado em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre (sub área Interação Microrganismo-Planta) pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001).

Atualmente é pesquisadora A da Embrapa Milho e Sorgo, na área de Microbiologia e bioquímica do Solo e Curadora da Coleção de Microrganismos Multifuncionais da Embrapa Milho e Sorgo, desde 2010.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


AGRISHOW PRA ELAS SERÁ PONTO DE ENCONTRO DAS MULHERES


O Agrishow Pra Elas está sendo o ponto de encontro das mulheres que atuam no agro brasileiro e que estão visitando a Agrishow 2023. A iniciativa tem a proposta de valorizar a presença feminina no setor e mostrar a relevância das produtoras rurais para o desenvolvimento da atividade no país.

Com um espaço ainda maior, na Avenida E entre as Ruas 17 e 18, o Agrishow Pra Elas conta com uma área de palestras e entrevistas com lideranças femininas nas mais diversas frentes do agro nacional. Também haverá conteúdos e entrevistas exclusivas para as redes sociais da feira sendo transmitidos do espaço.

Programação preliminar (sujeita à alteração):

__________________________________________________________________________________


GOVERNO DE SÃO PAULO PRETENDE CRIAR LINHAS DE

FINANCIAMENTO DE R$ 200 MILHÕES PARA O AGRO


Em visita ao primeiro dia da Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, disse que pretende levar 100% de conectividade ao campo no estado até o final de 2026. Segundo ele, contatos com empresas de telefonia e operadoras de telecomunicações estão sendo feitos para identificar os vazios e clarões de cada região.

Freitas também destacou que em breve será lançada uma linha, dentro da Desenvolve SP, agência estadual de fomento, para crédito e seguro. Pelo menos R$ 200 milhões deverão ser disponibilizados para aquisição de bens, com equalização da taxa de juros pelo governo paulista. Com isso, o tomador de crédito paga apenas juros que envolvem a incidência anual da Selic. Outra intenção é liberar crédito de ICMS para fabricantes de máquinas e implementos agrícolas.

“Vamos deslocar recursos de outras partes que não estão sendo usados no nosso orçamento para dar mais capacidade ao Feap de financiar o agronegócio. Vamos trabalhar com uma linha de financiamento de capital de giro, outra linha para máquinas agrícolas, o Pro-Trator e uma linha de crédito para o desenvolvimento rural sustentável. Também está no nosso foco uma linha para subvenção do seguro agrícola com foco no pequeno e médio produtor de São Paulo”.

Na ocasião o governador, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, realizou a entrega de sete tratores e dois títulos de regularização fundiária a produtores rurais. A cerimônia contou com a presença do secretário de Agricultura e Abastecimento, Antonio Junqueira.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


EQUIPAMENTOS MAIS CAROS DA AGRISHOW 2023 CONTAM

COM TECNOLOGIA E ROBUSTEZ


A Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação surpreende a cada edição não apenas pela robustez, mas também em valores. Todo ano os fabricantes se superam para suprir as necessidades dos produtores. Investimentos em tecnologia, economia, desempenho e robustez são alguns dos benefícios que exigem milhões em recursos e pesquisa de ponta.

Os visitantes podem encontrar na feira, no estande da Case IH, o trator Steiger 620, com valor aproximado de R$ 5,4 milhões, a colheitadeira Axial-Flow 9250 automatizada com draper de 45 pés, para grãos, por cerca R$ 5,3 milhões e a colhedora de cana Austoft 9990 dual row, que está em torno de R$ 4,7 milhões. Valores podem variar de acordo com a tecnologia embarcada e a tributação de cada estado.

Já a New Holland Agriculture apresenta a forrageira FR 780 com plataforma de nove metros. O equipamento importado pode ser adquirido por cerca de R$ 4,3 milhões. O preço pode oscilar também conforme os avanços tecnológicos requisitados e tributos.

Na Fendt, a colheitadeira Ideal está estimada em R$ 4,5 milhões. A Massey Ferguson expõe a colheitadeira MF 9895, de aproximadamente R$ 3,2 milhões. Os valores das máquinas podem sofrer alterações a partir da configuração escolhida e da tributação regional.

Avaliada em torno de R$ 2,3 milhões, a Jacto trouxe seus pulverizadores da linha Uniport 4530, com barra de 42 metros, e o 3030, com EletroVortex.

__________________________________________________________________________________


CARAVANA DO LEITE PRESTA ASSISTÊNCIA AO PEQUENO E MÉDIO PRODUTOR


A 28ª Agrishow- Feira de Tecnologia Agrícola em Ação recebe pela primeira vez a Caravana do Leite,

projeto de pesquisa que vem priorizando a difusão de tecnologias ao pequeno e médio produtor de leite do Estado de São Paulo.

De acordo com Weber Soares, pesquisador do Centro de Pesquisa de Bovino Leiteiro da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, há um ano o projeto visita pequenos e médios produtores de leite, conjuntamente com os profissionais da CAT, para ouvir suas demandas e auxiliar, essencialmente, na melhoria da produção e qualidade de leite, seja de bovino ou de búfalas.

“Essa ação, que foi retomada pós-pandemia, possui toda estrutura para colher e analisar o leite nas propriedades rurais. O resultado é fornecido na hora ao pecuarista. Esse atendimento está ao lado do produtor de leite para fortalecer ainda mais a categoria leiteira e padronizar a qualidade da produção”, explica Soares.

Esse trabalho, de acordo com ele, já promoveu melhorias significativas nesta cadeia e especialmente no leite de búfalas, aumentando a produção e melhorando sua qualidade. A caravana pretende agora atingir 1.200 produtores de todo o Estado de São Paulo.

__________________________________________________________________________________


APLICATIVO LEVA AGRISHOW 2023 PARA A PALMA DA MÃO DO PRODUTOR


A Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação disponibiliza uma ferramenta para os produtores rurais otimizarem sua visita à feira. Com o aplicativo da Agrishow, é possível traçar rotas a todos os pontos da feira através de um mapa inteligente conferir todos os expositores e suas novidades trazidas pro evento, comprar ingressos e outras facilidades.

Isso significa que os visitantes têm na palma de sua mão a feira, podendo planejar sua visita e aproveitar todos os principais lançamentos do agro com muito mais praticidade. O aplicativo está disponível nas plataformas Android e IOS.

__________________________________________________________________________________


EXPOSITORAS APOSTAM EM CRESCIMENTOS

DE VENDAS DE DRONES NA AGRISHOW 2023


As empresas de drones têm expectativas bons negócios na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. Em sua segunda participação, a cinoamericana EAVision espera boas vendas do EA-30X Pro, um equipamento que faz rápido desvio autônomo de obstáculos e voa a partir de 70 centímetros do alvo a ser pulverizado. “Estamos otimistas, pois ele tem alta eficiência em todos os tipos de climas e culturas”, afirma o diretor comercial Julio Pignata Branco.

Em menos de um ano de atuação no país, a EAVision já tem mais de 10 mil hectares pulverizados. A partir de 2004 o equipamento será montado no Brasil, mas não fabricado. Apesar de importado, já existe estoque para pronta entrega.

A ADS (Agri Drones Solutions), que tem 170 postos de vendas no país e distribui produtos da chinesa DJI, espera vender mais de 100 drones na Agrishow, superior aos números de 2022. A meta é vender 40 unidades do T20P, lançamento que substitui o T10 (para pequenas áreas), e o restante de T40 (para área de alto rendimento). O T20P tem capacidade para 20 litros, 25 kg de dispersão de sólidos, radar faseado (em 360 graus) e radar binocular (para desvio automático de obstáculos), e custa R$ 125 mil. O produto é importado, mas 20 equipamentos já podem ser entregues a partir da formação do piloto na DJI, informa o diretor de tecnologia da ADS, Matias Lazarotto.

A Campo Digital, marca da Coopercitrus, compra e revende drones da Geo Agri, que importa os equipamentos, e espera comercializar 100 unidades na Agrishow, afirma o gerente de tecnologia da empresa, Luís Fernando Camarim da Fonseca. Porém, a ênfase não é apenas vender drones, mas o “propósito”, diz Fonseca. Ou seja: vender aos cooperados um pacote, com drone, gerador de energia, misturador, carreta-trailer de pulverização e outros. Os cooperados são de São Paulo, Minas Gerais e Goiás e a Campo Digital tem o diferencial de isenção de PIS/Cofins e financiamentos em até dois anos. Em 2022, a empresa comercializou 68 drones entre maio e dezembro (18 na Agrishow), com média de R$ 180 mil/cada. Neste ano, até abril já foram vendidos e entregues 189 drones.

__________________________________________________________________________________


ARENA DE SOLUÇÕES AGRO APRESENTA SOLUÇÕES

PARA ATENDER AS DEMANDAS DO PRODUTOR RURAL


Pensar além, se antecipar aos problemas e atender as constantes demandas do produtor está no DNA das empresas que participam da Arena de Soluções Agro, um dos espaços da Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. O espaço apresenta soluções, produtos e serviços para o agronegócio pautados pela inovação tecnológica.

Dar mais conforto e comodidade ao condutor da máquina com controles de cabine tecnológicos e automatizados e displays mais atrativos e intuitivos é o foco da Globus Electronics. Segundo Geane Selister, supervisora da empresa, a digitalização dos produtos e a tecnologia embarcada nos controles maximizam o conforto do usuário. “Hoje muitas máquinas, como tratores e colheitadeiras, trazem mais tecnologia que um veículo tradicional”, ressalta Mateus Spetti, técnico em automação.

Equipamentos cada vez mais precisos que permitem o controle individual dos bicos de pulverização estão entre as novidades apresentadas pala Pentair. Além da economia de produto químico, com menos desperdício e custo ao produtor, há uma atenção voltada para a sustentabilidade. “É a aplicação na hora certa, no lugar e quantia adequados”, observa Alex Monteiro, engenheiro de aplicação.

Tecnologia pensada e aplicada na segurança dos equipamentos eletrônicos, como caixas e gabinetes, compõem o portfólio da DewerOkin Latin America. “Nossos produtos estão em sintonia com a evolução destes eletrônicos. Quanto mais eles se modernizam, mais precisamos pensar em formas de protegê-los. Este ano trouxemos gabinetes adequados e resistentes para uso ao tempo, mais resistentes e que não obstruem o sinal de satélite usado pelas máquinas em campo”, frisou Gilvan Schparinger, coordenador de produtos.

__________________________________________________________________________________


INSTRUMENTOS DE CRÉDITO PRIVADO TRAZEM

MAIS RECURSOS PARA O AGRO


Os Fundos de Investimentos em Cadeias Agroindustriais (Fiagros) movimentam mais de R$ 17 bilhões ao ano em investimentos. Segundo dados Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitai (Anbima), nos dois primeiros meses deste ano, os Fiagros alcançaram o valor de R$ 11,1 bilhões. Em 2022, o patrimônio líquido dos fundos cresceu mais de 540%.

“Já temos 44 fundos registrados na B3 e esperamos que outros possam surgir a partir da Agrishow, vindos de setores como locação de máquinas, armazenagem e logística“, disse o deputado federal Arnaldo Jardim, durante o evento “Agro e o mercado de capitais”, realizado pelo Instituto Brasileiro do Direito do Agronegócio (IBDA), Instituto Pensar Agropecuária IPA) e a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), em meio à realização da Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, que vai até sexta-feira, dia 5 de maio.

O presidente do IBDA, Renato Buranello, ressaltou que a criação dos Fundos de Investimentos em Cadeias Agroindustriais (FIAGRO) foi um divisor de águas para ampliar as fontes financiadoras do agronegócio. “O crédito privado precisa somar-se ao mercado bancário e se transformar em mais um instrumento de financiamento, com melhores prazos e taxas”, disse.

Já o deputado estadual Itamar Borges ressaltou a importância da Agrishow para reunir e apontar as demandas da cadeia produtiva do agronegócio brasileiro. “Eventos como estes mostram a força das instituições e órgãos que se organizam em benefício do agro brasileiro”, destacou.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


MEMÓRIAS DO CAMPO EXPÕE TRATORES CLÁSSICOS

DESDE A DÉCADA DE 1950


A Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação reservou um espaço para a memória afetiva do homem do campo, assim como a evolução dos tratores, que na década de 1950 veio para substituir, gradativamente, a tração animal e a força do trabalhador rural.

É a história que expõe o prestigiado espaço Memórias do Campo do Clube Paulista de Tratores, onde o visitante pode conhecer raridades preservadas e em funcionamento, como os primeiros tratores vindos para o Brasil dos Estados Unidos e da Europa, dando início a uma grande transformação no setor, já que suprimia a tração animal e deixava de utilizar quatro cavalos, agilizando e modernizando as ações nas propriedades rural.

Esse processo, de acordo com João Duarte, responsável pela Memórias do Campo, trouxe grande benefício ao meio rural. Ele lembra que no Brasil o início da fabricação de tratores ocorreu em 1959 com a instituição do Plano Nacional da Indústria de Tratores Agrícolas pelo governo federal. Até então, eles eram importados da América do Norte e da Europa.

__________________________________________________________________________________


EMPRESAS DE AVIAÇÃO ESTÃO OTIMISTAS PARA REALIZAÇÃO DE NEGÓCIOS


Na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, as aeronaves em exposição chamam a atenção do público e algumas empresas já comemoram a boa movimentação nos estandes e negócios futuros para o setor de aeronaves.

A EMBRAER, por exemplo, está expondo o avião Ipanema 203, única aeronave do mundo produzida para voar com etanol, a US$ 2,4 milhões (cerca de R$ 9,2 milhões), caso do turboélice. “No ano passado, a série Ipanema atingiu a marca de 1500 unidades produzidas e entregues, mantendo-se como líder no mercado nacional, com 60% de participação. Estamos recebendo muitas visitas e também boas possibilidades de vendas neste segundo dia de feira”, informou Sany Onofre, gerente de aviação agrícola da empresa.

Já a Synerjet Corp vem mostrando a aeronave PC 12 NGX, de fabricação suíça. “Estamos apenas no segundo dia de feira, no entanto, já fizemos boas negociações que podem dar vendas no futuro”, adiantou Alex Morais, gerente da empresa.

Também presente na Agrishow, a VKN Aviation, de Ribeirão Preto, vem recebendo a visita de muitos produtores rurais e executivos. Em exposição as aeronaves Baron 58 e o helicóptero Robinson R66.

__________________________________________________________________________________

EMPRESAS DE IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS COMEMORAM

VENDAS FECHADAS EM DOIS DIAS


A programação de amanhã da Agrishow contará com: a solenidade de posse da Câmara Setorial de Equipamentos de Irrigação da ABIMAQ, a partir das 11h, no estande das Realizadoras da Agrishow, situado na Praça Central, o lançamento do Prêmio Mulheres do Agro 2023, às 14h30, no Agrishow Pra Elas, e a palestra Ciência do Agronegócio: Desafios e Oportunidades para a Comunicação, ministrada pelo professor da Universidade de Illinois (EUA), Eric Morgan, às 15h30, na Sala de Imprensa


As empresas de implementos agrícolas festejam as primeiras vendas efetivadas na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, que vai até sexta-feira, dia 5 de maio. A Jumil, que está com lançamentos, como a plantadeira JM Expressa e a semeadora adubadora Garra, comemora os resultados positivos no primeiro dia. "Vendemos 130% a mais do que na edição passada", informa o engenheiro agrônomo Rômulo Venturini, coordenador de marketing.

O gerente comercial da Grazmec, Mário Bandeira Filho, emitia notas fiscais na tarde do segundo dia de feira, otimista. “Temos 20 vendas efetivadas, não intenções de compras”, explica. Isso representa cerca de R$ 2 milhões, com prazo de 40 dias para entregar os implementos. A meta é superar os R$ 10,5 milhões de 2022. Desde 2011 na feira, a Grazmec produz máquinas para tratamento de sementes para cultivos de soja e milho.

A Inroda, de Avaré (SP), também fechou os dois primeiros dias com pelo menos R$ 2 milhões em vendas, 10% do total de 2022 (R$ 20 milhões). “A meta é superar o ano passado, ou pelo menos igualar”, afirma o supervisor de pós-venda da empresa, Bruno Gustavo da Silva. A empresa produz implementos de preparo do solo. O maior faturamento da Inroda vem dos estados de Goiás e Mato Grosso e as negociações diretas com os produtores rurais ocorrem até os últimos dias de feira.

Na Antoniosi, as vendas estão dentro do esperado, segundo o diretor comercial da empresa, Eduardo Mondini. A meta é superar a edição de 2022 entre 10% e 15%. Os principais implementos são voltados para a cana.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


MULHERES AMPLIAM A FORÇA E A PRESENÇA NO CAMPO


Seja no talhão ou nas máquinas agrícolas, as mulheres ocupam cada vez mais o espaço do agro brasileiro. A Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação ressalta a importância feminina no setor com o Agrishow Pra Elas. Em sua segunda edição, a iniciativa é o ponto de encontro das mulheres, promovendo uma série de debates.

A produtora piauiense Lucia Bortolozzo visita a feira e participa ativamente de iniciativas para as mulheres do agro. “Precisamos fortalecer ainda mais nossa representatividade no campo, começando pelas entidades de base, como os sindicato, associações e eventos, como a Agrishow”, destaca a produtora de café em Araraquara e de soja, milho e algodão, em Uruçuí no Piauí.

Também visitando o espaço estavam as produtoras Karina Catto, que arregaçou as mangas e está se firmando no agro à frente do sítio Rio do Peixe, na cidade paulista de Dois Córregos, que produz hortaliças e frutas, Rosana Teixeira Arle, de Marília e Rita de Cássia Caetano, de Terra Roxa. “Apesar dos grandes avanços que vemos nos últimos anos, a mulher ainda tem muitos desafios para superar no agro”, pondera.

__________________________________________________________________________________


CAMINHÕES SÃO VENDIDOS COM O NOVO SISTEMA

QUE REGULAMENTA EMISSÃO DE POLUENTES


Com a entrada em vigor do sistema Euro 6, um conjunto de normas que regulamentam a emissão de poluentes para motores a diesel desde 1º de janeiro, as empresas fabricantes de caminhões apresentam na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação os seus produtos já atualizados para seguir a exigência ambiental.

“Relançamos toda a família de caminhões, com mais de 30 modelos e 270 variações, focando em eficiência, conforto, segurança e tecnologia”, diz o diretor de marketing da Volkswagen Caminhões e Ônibus, Luciano Cafure. Para a empresa, a feira representa a maior oportunidade de negócios neste ano e os produtos voltados ao agro estão em exposição, como o Delivery 11180 (pequeno porte), o Constelation 32380 (6x4) e o Meteor 29530 (6x4), este mais voltado para o escoamento de grãos.

Com a expectativa de que o mercado melhore devido à renovação de frota para os modelos que atendem a Euro 6, a Scania demonstra otimismo nos negócios após o primeiro dia de feira, já efetivando vendas, informa o analista de marketing Rafael Meroti. Para o agro, a empresa apresenta o Super Bitrem 500 cv para o setor florestal e o Super 6x4 500 cv, um rodotrem com capacidade para 90 t de grãos. Outro destaque é o P280 6x4, movido a gás e biometano.

Na DAF Caminhões, os veículos também seguem as normas Euro 6, como o CF bitruck (8x2), CF 6x2 e o lançamento XF 6x4, este com 530 cv e capacidade legal para 91 t (para até 11 eixos), voltado para o setor sucroalcooleiro.

Da mesma forma, a Mercedes-Benz expõe 5 caminhões de quatro famílias do agro: Accelo 1017 (voltado para serviços de apoio nas fazendas), Atego 2730 (mais vendido para apoio nas fazendas, cana, combate a incêndio), Arocs (para as áreas florestal e de cana) e Actros 2651 (robusto e que transporta até 74 toneladas).

__________________________________________________________________________________


GUIA DÁ DICAS SOBRE COMUNICAÇÃO E REPUTAÇÃO POSITIVA DO AGRONEGÓCIO


A comunicação como ferramenta para aumentar a reputação positiva do agronegócio é o conteúdo do Guia de Comunicação para o Agronegócio (Editora Aberje), do jornalista Nicholas Vital, que teve pré-lançamento nesta terça-feira (02) na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

“A falta de comunicação do agro contribuiu para problemas reputacionais do setor e o livro surgiu de uma demanda das próprias empresas por uma comunicação mais eficiente”, observou o autor.

A obra traz informações importantes para a construção de um diálogo eficaz entre a empresa e públicos diversos e como ela pode e deve ser usada para ressaltar a relevância econômica, social e ambiental, tanto da empresa em si quanto do próprio agronegócio.

“O conteúdo apresenta o que existe de mais moderno em termos de comunicação, com exemplos/cases que se mostraram eficazes para ampliar o diálogo do agro com a sociedade. Busca auxiliar e orientar as pessoas de comunicação dentro das empresas e, mais importante, levar essa informação também para as lideranças, fundamentais no trabalho de criar uma cultura de comunicação dentro das organizações”, ressaltou o Vital.

__________________________________________________________________________________


DE OLHO NO MATERIAL ESCOLAR FECHA PARCERIAS COM GRANDES EMPRESAS

PARA MOBILIZAR CERCA DE 3 MIL ESTUDANTES NA AGRISHOW 2023


Cerca de 3 mil estudantes da região de Ribeirão Preto tem a oportunidade de conhecer as melhores práticas do agronegócio brasileiro, em temas como inovação, produtividade e agenda ESG (ambiental, social e de governança), durante a Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, graças a uma parceria entre a associação De Olho no Material Escolar e grandes empresas relacionadas ao setor, com apoio também da Prefeitura da cidade.

“Vivenciando a Prática” é o nome da atividade que levará os alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio para uma imersão educativa em processos de pesos-pesados como Jacto, John Deere, Coopercitrus, Sicoob Cocred, Cimoagro/Bayer, Stara, Credicitrus, Coplacana, Romancini, Ocesp – Sicoob SP, Massey Ferguson, New Holland e Bradesco.

__________________________________________________________________________________


BANCOS DAS EMPRESAS PROJETAM SUPERAR VOLUME DE NEGÓCIOS DE 2022


A Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, que vai até sexta-feira, dia 5 de maio, entra em seu terceiro dia de funcionamento e já dá sinais positivos para os bancos das fabricantes de máquinas, que já fecharam negócios significativos.

De acordo com Alberto Petraconi, gerente comercial do Banco CNH Industrial, as expectativas para a feira são positivas para volume de negócios por conta das condições financeiras oferecidas pelo banco. “Fazemos um planejamento financeiro para cada produtor. Isso nos permite fechar bons negócios, sem perder vendas”, informa.

Sérgio Moreira, gerente comercial do Banco John Deere, argumenta que o volume de negócios sempre é maior em todas as feiras que participam anualmente. “Batemos recordes todo ano. E este ano, na Agrishow, esse volume de negócios fechados deve crescer cerca de 20%. Nosso banco possibilita alternativas ao cliente", destaca. Ele diz que os negócios também são impulsionados pelas ofertas de equipamentos, pois possuem desde trator de 36 cavalos para o pequeno produtor, até trator de 500 cavalos.

O Banco Agrofinance fechou negócios nos dois primeiros dias de feira. “Vendemos maquinários recém lançados e outros que estão aqui pela primeira vez. Esta edição será melhor que a anterior”, declara Orley Junir, gerente comercial do Banco Agrofinance, que avalia que a agricultura vive um bom momento interno e externo. “O produtor continua procurando tecnologia para sua propriedade. Nosso consórcio é igual ao plano safra do ano passado. Isso tudo para não perder negócio e auxiliar o agronegócio”, ressalta.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


PAVILHÃO DE AGROTURISMO REÚNE MAIS DE 60 PRODUTORES ARTESANAIS


Presente pelo segundo ano consecutivo na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, o Pavilhão de Agroturismo reúne, em um espaço de 1.200 m2, mais de 60 produtores artesanais que oferecem, para degustação e comercialização, itens variados que vão do mel ao café, passando pela cachaça, vinhos, cervejas artesanais, doces, azeites, charcutaria e itens a base de leite (de vaca, cabra e búfala), entre outros.

Segundo Ana Cristina Clemente, coordenadora de Turismo da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo, responsável pelo espaço, a diversidade apresentada no pavilhão representa a identidade das regiões paulistas. “O visitante conhece o produto e pode visitar a propriedade posteriormente e assim fomentamos o turismo rural e também o gastronômico”.

Um dos expositores é a Vinícola Biagi, que traz para a feira a primeira safra do vinho tinto. Segundo Paulo Vitor, representante da empresa localizada no município de Cravinhos, a expectativa é divulgar e fortalecer a marca.

O Laticínio Família Rossato, em Pilar do Sul, aposta nos produtos de leite de búfala (queijos variados e doces de leite), sem adição de conservantes, como o seu diferencial. Para a proprietária, Michele Fernandes Minoro Rossato, a Agrishow é uma vitrine importante para divulgar o trabalho do pequeno produtor para um número cada vez maior de pessoas, não apenas de São Paulo, mas de outros estados do país.

__________________________________________________________________________________


EMPRESAS DE IRRIGAÇÃO APOSTAM EM LANÇAMENTOS

NA AGRISHOW E ATÉ EM CONTRATAÇÕES


A importância da irrigação no aumento da produtividade no campo leva as empresas a inovarem na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, desde lançamentos de produtos até em planos de contratações de funcionários.

A Lindsay, por exemplo, lança, em parceria com a GD Energia, um painel solar, fundamental para propriedades que ainda não contam com energia elétrica. “Esse produto vai baratear os custos para o produtor rural, pois a tendência da agricultura é ser mais sustentável”, destaca o especialista em produtos da Lindsay, Rodrigo Bernardi. Na parceria, a Lindsay entra com o projeto completo de irrigação e a GD Energia com o fornecimento de energia. A maior demanda é na produção de grãos, mas a cultura de cana também está aumentando. O preço depende de cada projeto.

A Valley apresenta vários lançamentos na feira: pivô 8120 (robusto e com conectividade, para controle da lavoura à distância), barra pulverizadora AccuRail (em parceria com a argentina Cordoba Technologies Inc.) e dois da família Insights: Plant e o Irrigation. “Temos um sistema integrado e fechado para melhor atender o cliente”, diz o supervisor técnico da Valley, Tiago Lopes, enfatizando as características do Plant Insights, que tem câmera instalada em cada lance do pivô (com alta resolução) e que analisa e identifica pragas, doenças e plantas daninhas na cultura. Já o Irrigation Insights, com imagens via satélite, é focado na qualidade da irrigação, podendo orientar o produtor nos cuidados com a lavoura.

A Netafim conta com oportunidades de contratação de futuros profissionais. A diretora de Recursos Humanos da empresa, Mariana Cunali, explica que está fazendo entrevistas na feira para as vagas disponíveis (área comercial, projetos, produtos, planejamento, instalação e canais de distribuição, ou seja, profissionais de vendas e pós-venda) para vários estados. Dentro desse projeto, o diretor de marketing, Carlos Sanches, informa que a Netafim está investindo R$ 30 milhões nos próximos dois anos para acelerar e sua presença no segmento de grãos, pelo menos dobrando a equipe de vendas (de 15 para 30, ou até 40 pessoas), pois a empresa está expandindo sua atuação para os estados do Pará, Rio Grande do Sul e Maranhão.

__________________________________________________________________________________


AGRO INVESTE EM INOVAÇÃO E TECNOLOGIA

PARA MANTER COMPETITIVIDADE GLOBAL


Motor da economia brasileira, o agronegócio avança em números que surpreendem o cenário nacional e internacional. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) estima que o PIB deve avançar 8% em 2023 depois de encolher 2% em 2022. Contudo, ideias e legislações protecionistas e precaucionistas podem trazer desafios para a competitividade do setor.

Para o presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Luiz Carlos Corrêa Carvalho, no longo prazo, o aumento das restrições internacionais pode impactar de forma negativa a balança comercial brasileira. “O setor seguirá trabalhando para manter o diálogo com os países e regiões importadoras de produtos brasileiros”, disse Carvalho, que abriu nesta quarta-feira (3/5) uma agenda de palestras, no auditório da Credicitrus, durante a Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

Carvalho ressaltou que o agronegócio é competitivo por se basear em ciência, em tecnologia, em produtividade e em sustentabilidade. “O setor segue investindo em capacitação criativa, em inovação tecnológica e em qualidade”, pontuou. Sobre a Agrishow 2023, ele mencionou que a feira tem um papel importante para o agro, ao trazer esses temas para discussão em suas agendas, além de reunir e equilibrar as cadeias produtivas. “É um evento que une os elos produtivos, desde insumos à produção agroindustrial e de políticas públicas”, enfatiza.

Com expectativas de que o agronegócio bata novos recordes nessa safra, em especial a de grãos, que beira a casa dos 300 milhões de toneladas, o ex-Ministro Roberto Rodrigues, estima que o agronegócio precisa ter atenção às barreiras internacionais, mas também a algumas demandas internas, como o acelerado crescimento e desenvolvimento tecnológico. “Como exemplo podemos citar o setor de bioinsumos que no país cresce 50% contra 20% no mundo”.

Bioeconomia, descarbonização, insegurança alimentar, agenda verde e a modernização do setor agropecuário são alguns dos temas que, segundo Carvalho, merecem maior atenção das instituições brasileiras. “Desde 2000, a projeção de crescimento produtivo do agro é seis vezes maior. Tudo com ganho em produtividade e importantes avanços em tecnologia”, avalia.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


EDUARDO NAVARRO É REELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA

SETORIAL DOS EQUIPAMENTOS DE IRRIGAÇÃO DA ABIMAQ


Eduardo Porto Navarro foi reeleito presidente da Câmara Setorial dos Equipamentos de Irrigação (CSEI) da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) e assume a gestão do biênio 2023/2025 com os vice-presidentes Cristiano Del Nero, Antonio Alfredo Teixeira Mendes, Laércio José Lavor, Luiz Paulo Heimpel e Marcos Orlando Germek. A cerimônia de posse aconteceu nesta quarta-feira (3/5) na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

A CSEI apoia o desenvolvimento de agricultura sustentável com o uso inteligente dos recursos naturais graças à tecnologia agregada aos modernos sistemas de irrigação. Este trabalho ajuda a impulsionar o crescimento do setor e do país, pautando-se em ações como o levantamento da área irrigada e linhas de financiamento específicas e direcionadas como o Programa de Financiamento da Agricultura Irrigada (Proirriga).

“O Brasil precisa aumentar a produção de alimentos para exportação sem afetar o meio ambiente e sem expandir área plantada e um dos caminhos para isso é a irrigação. A CSEI tem realizado um excelente trabalho de esclarecimento sobre irrigação e o uso da água de maneira consciente para melhorar a produtividade na agricultura”, observou José Velloso, presidente executivo da Abimaq.

Eduardo Navarro reforçou o apoio da Abimaq ao trabalho da Câmara e ressaltou a educação como um dos focos de atuação da CSEI. “A irrigação é uma tecnologia que cresce 30% ao ano e rompeu a barreira dos 400 mil hectares irrigados no ano passado. Quando se ultrapassa patamares como esse, dificilmente se volta atrás. A indústria da irrigação está preparada para esse crescimento, temos recursos, inclusive os naturais como a água, mas ainda há um trabalho a ser feito na desburocratização do investimento nessa tecnologia”, enfatizou.

Navarro ressaltou ainda que a agricultura irrigada é a única tecnologia que entrega dois dígitos de produtividade a partir do momento em que se investe nela e será, certamente, a quarta revolução na agricultura. “Não precisamos abrir mais terras, derrubar mais árvores para aumentar a produtividade e fazer nosso papel na garantia de segurança alimentar para o mundo. Somos uma tecnologia limpa que cuida do meio ambiente e precisamos falar mais sobre isso”.

__________________________________________________________________________________


AGRISHOW É VITRINE DE NEGÓCIOS PARA EMPRESAS DE ENERGIA FOTOVOLTAICA


Presente pela primeira vez na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, a Serrana Solar acredita no enorme potencial de divulgação proporcionado pela feira. A empresa de energia solar de Caxias do Sul (RS) traz duas soluções para produtores rurais com foco na geração de altos volumes de energia. Um deles é o Driver Bomba Solar, que permite suprir as necessidades de irrigação e bombeamento que costumam ser os mais onerosos para o produtor rural.

Fechamento de negócios e conversão de clientes também está dentro das expectativas da Ilumisol, empresa de Cascavel (PR). Entre as novidades apresentadas nesta edição da Agrishow está o sistema Tracker, dispositivo que altera a posição dos painéis fotovoltaicos durante o dia, acompanhando o caminho do sol para aumentar a produção de energia solar do sistema fotovoltaico. “Baseados em nossas participações anteriores na Agrishow, mantemos boas expectativas para esta edição”, frisou a gerente de Marketing, Kelly Penteado.

Presente pela segunda vez na feira, a EcoPower, empresa de Barretos (SP), traz como novidade os equipamentos e soluções em off-grid, sistema fotovoltaico isolado da rede de distribuição de eletricidade que permite mais independência, autonomia e economia ao produtor. No portfólio da empresa há ainda linhas de crédito exclusivas. Segundo Vânia Casé, gerente de Marketing, a empresa está feliz com os resultados obtidos já nestes três dias de feira e guarda expectativas positivas de fechamento de negócios com os clientes prospectados.

__________________________________________________________________________________


COOPERATIVAS DE CRÉDITO ESTÃO ANIMADAS PARA OS NEGÓCIOS


Cooperativas de crédito estão animadas para atingir suas metas, sejam em liberações de créditos ou vendas diretas aos seus clientes, na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, que está sendo realizada até sexta-feira, dia 5 de maio.

O Sicoob-SP, que captou R$ 1 bilhão em 2022, disponibilizou R$ 2 bilhões para as 14 cooperativas paulistas associadas. “Agora temos recursos e as empresas têm condições de entrega dos produtos”, destaca o diretor executivo do Sicoob-SP, Rodrigo Moraes. O sistema de crédito disponibilizou uma linha especial de consórcio na feira, com taxa de administração a partir de 6,38%, e financiamento próprio com juros a partir de 15% e isenção de IOF.

“Nossa expectativa é faturar, para os nossos cooperados, R$ 1,8 bilhão”, afirma o CEO da Coopercitrus, Fernando Degobbi. O valor superaria o R$ 1,5 bilhão de 2022, com mais de 60 empresas expondo seus produtos no estande Shopping Rural. Degobbi diz que o movimento é maior que em 2022 e destaca que mais de 400 profissionais estão empenhados para atingir o objetivo, além de que foram enviados 12 mil convites aos produtores rurais cooperados.

O Sicredi, com 105 cooperativas no país, alia a divulgação institucional da marca com o atendimento aos associados, oferecendo duas linhas de crédito: a TFB (do BNDES) e a própria, o CPR, ambas a partir de 17%/ano, mas a taxa pode ser negociada a cada caso. Segundo o gerente de desenvolvimento de crédito, Gilson Nogueira Farias, o Sicredi tem R$ 5 bilhões disponíveis para financiamentos na feira e as propostas de negócios são feitas, pela segunda vez na feira, pelo aplicativo DigiAgro. Em 2022 foram captados R$ 30 milhões em propostas. “A feira está satisfatória e, apesar de adversidades do mercado, captamos R$ 20 milhões em propostas nos dois primeiros dias”, afirma Farias.

O gerente corporativo de negócios da Coplacana, José de Paula Neto, diz que a meta é pelo menos repetir os números do ano passado: R$ 50 milhões. “A feira está boa e estamos atingindo as projeções de vendas”, afirma Paula Neto. Já o diretor de negócios da Cresol Pioneira, de Dois Vizinhos (PR), Marcelo Ludvichak, diz que “o objetivo é fortalecer a marca e mostrar que estamos em São Paulo”.

A Credicitrus está apresentando taxas especiais para os produtores associados, incluindo os limites pré-aprovados de crédito para o setor, como: aquisição de insumos dentro do convênio de intercooperação com a Coopercitrus, custeio agrícola/pecuário, compra de máquinas e equipamentos novos, financiamento de veículos e aquisição de energia fotovoltaica.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


PRÊMIO MULHERES DO AGRO ANUNCIA ABERTURA DAS INSCRIÇÕES


Reconhecer iniciativas de boas práticas agropecuárias e gestão sustentável com foco em ESG (meio ambiente, social e governança) é o objetivo do Prêmio Mulheres do Agro, lançado nesta quarta-feira (03) dentro da programação do Agrishow Pra Elas, atração da Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. A iniciativa, idealizada pela Bayer, em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), está com inscrições abertas.

“O prêmio Mulheres do Agro é nosso orgulho, ficamos muito felizes em dar voz para essas mulheres e divulgar a presença feminina neste segmento. Este ano isso será ainda mais potencializado com a adesão de sete entidades”, afirmou Mariana Araújo, organizadora da premiação pela Abag.

Isabela Fagundes, especialista em Comunicação da Divisão Agrícola da Bayer, diz que a expectativa para esta edição é um número cada vez maior de histórias e exemplos femininos no campo. “Que as mulheres ocupem, de fato, seu espaço de fala e comuniquem sobre o que elas estão fazendo em termos de ESG. Temos mais de 1 milhão de mulheres que lideram propriedades, segundo o IBGE, e queremos dar visibilidade a elas. Quando uma mulher conta sua história e ganha um prêmio, todas são reconhecidas criando uma identificação e uma rede de apoio entre elas”, revelou.

O prêmio chega à sexta edição com reforços de empresas, associações e institutos que agregam reconhecimento e autoridade à iniciativa. Serão premiadas as candidatas que ficarem nas três primeiras colocações de cada categoria (pequena, média e grande propriedade), o que significa um total de nove vencedoras, que serão reveladas durante a 8ª edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, realizado nos dias 25 e 26 de outubro, em São Paulo. Criada em 2018, já reconheceu a gestão inovadora e sustentável de 45 mulheres do setor e recebeu mais de 900 inscrições.

O projeto conta com o apoio da Embrapa, Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas (Andav), Faculdade de Tecnologia (Fatec) Pompeia, Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq) e Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia.

__________________________________________________________________________________


NOVIDADES DA PECUÁRIA NA AGRISHOW ESTIMULAM NEGÓCIOS


O Brasil prima pela qualidade da carne, investindo em ações de sanidade e de respeito ao bem-estar animal. Esses conceitos, que estão presentes dentro e fora da porteira, ganham destaque e impulsionam novos negócios na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

Uma empresa que está otimista e fechando cerca de dois contratos por dia é a Currais Itabira. “A semana está bem movimentada e os clientes com maior qualidade e potencial para fechar bons negócios”, diz Ledson Tales, gerente comercial da empresa, que é especializada na produção de currais, porteiras e bebedouros em concreto protendido e de alto adensamento.

A Romancini apresenta o tronco RZ Pec, que traz o conceito “nada nas mãos”. Projetando excelentes vendas, a veterinária Adriane Zart, parceira da Romancini na elaboração do projeto, estima comercializar mais unidades do que a edição passada. “Por meio de financiamento próprio, oferecemos parcelamento e juros zero até o dia 20 de maio”, antecipa.

Entre os lançamentos da Coimma, destaque para a Balpass, uma balança inteligente que automatiza e agiliza a gestão de sistemas intensivos. Gustavo Trivelin, gerente de marketing da empresa, está otimista com o volume de negócios que pode ser fechado na Agrishow. Com os negócios aquecidos, em especial no terceiro dia de feira, a Belgo Arames trouxe para essa edição a “Belgo cerca rápida”, uma solução inovadora que otimiza, mecaniza e acelera a instalação de cercas nas propriedades.

__________________________________________________________________________________


PESQUISADOR DA UNIVERSIDADE DE ILLINOIS DEFENDE

USO DE DADOS CIENTÍFICOS NO AGRONEGÓCIO


O agronegócio tem muito a ganhar se aproximando e utilizando a ciência. A afirmação é do professor Eric Morgan, da Universidade de Illinois (EUA), que falou sobre “Ciência do Agronegócio - Desafios e Oportunidades”, na tarde desta quarta-feira (3/5), na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

De acordo com ele, o futuro está na busca e na utilização do conhecimento já disponível. “As fazendas, especialmente, precisam fazer uso de dados e análises destes números para realizar seus negócios e prospectar crescimento”, disse Morgan. “O engajamento da ciência com o agronegócio veio para ficar. Essa é uma ação que agrega valor. O conhecimento está aí, pois é nele que devemos confiar, ou seja, no conhecimento científico”, emendou.

__________________________________________________________________________________


EXPOSITORES ESPERAM SUPERAR AS METAS DE

NEGÓCIOS NA RETA FINAL DA AGRISHOW 2023


Prêmio Agrishow de Startups revela os vencedores nesta quinta (4/5), a partir das 16h

Com mais da metade da Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação realizada e muitos negócios concluídos, as empresas expositoras já se preparam para atingir ou superar suas metas de vendas e prospeção. Em três dias, a Cimag, de Matão (SP), fabricante de implementos agrícolas, comercializou R$ 3,5 milhões, do objetivo pretendido de R$ 5 milhões. “A feira está melhor neste ano, então devemos alcançar nossos objetivos”, comemora o gerente comercial, Murilo Zanoni Mancini.

Um dos clientes da Cimag, Ademir Hoscheidt, é proprietário da Gauchinho Implementos, com unidades em Grajaú e Buriti Branco, no Maranhão. Ele já adquiriu R$ 300 mil em implementos e vai investir outros R$ 700 mil até o final da feira para reforçar o seu estoque para comercialização posterior com os clientes de sua região, durante o ano. “Sempre tenho cliente em vista”, avisa Hoscheidt.

A Rotoplastyc, de Carazinho (RS), fabricante de rotomoldados e produtos para gerenciamento de líquidos e preparo de calda para pulverização, atingiu 40% do objetivo de negócios na Agrishow, estimado em R$ 1,5 milhão. No ano passado, a empresa comercializou R$ 1,3 milhão. Segundo o coordenador comercial André Sabadini, a baixa do preço do grão de soja deixa o produtor em dúvida sobre os fechamentos das compras, mas ele espera que isso mude nos últimos dias de feira.

A Timber vendeu seis drones na feira, totalizando R$ 1,5 milhão em negócios, segundo o coordenador da empresa curitibana, Rafael Rodrigues de Lima. A meta é repetir as 22 vendas de 2022, que totalizaram R$ 10 milhões. A Ebara, de Vargem Grande do Sul (SP), comercializa bombas de irrigação e é estreante solo na feira, buscando prospecções de clientes para negócios pós-evento, segundo o gerente comercial Reinaldo Alves. E a S&P Otam, de Porto Alegre, que fabrica ventiladores industriais, trabalha os relacionamentos para futuras negociações, segundo a gerente de marketing Maria Augusta Monteiro. Na feira, a empresa vendeu os seus primeiros ventiladores para plantadeiras.

A Agrishow, que se encerra nesta sexta-feira, dia 5 de maio, é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


PARTICIPAÇÃO DO AGRO CRESCE NO MERCADO

DE EQUIPAMENTOS DA LINHA AMARELA


O agronegócio tem sido priorizado pelas fabricantes de máquina de linha amarela (movimentação de terra), tanto no oferecimento de tecnologia, como no acompanhamento de pós-venda e serviços. Essa realidade pode ser comprovada na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

De acordo com Carlos França, líder da CASE Construction Equipament para a América Latina, o agronegócio é hoje um dos seus principais mercados. Atualmente, 15% do volume de máquinas da CASE atende o mercado agrícola. “A Agrishow é uma vitrine das mais avançadas tendências e inovações para o agronegócio. Cada vez mais as máquinas de construção são requisitadas pelo produtor rural, aumentando a produtividade e reduzindo os custos de operação no campo”, destacou.

Igor Leão, gerente de vendas nacionais da LiuGong da América Latina diz que, já no terceiro dia de evento, o resultado superou o planejamento da empresa. “Vimos para cá com toda a capacidade que a empresa tem em atender todos os segmentos do agro, como o da construção, na oferta dos maquinários pesados”, informa Leão. “Estar aqui é sempre uma boa iniciativa que nos orgulha”, declara.

Na New Holland Construction, o agro representou 16% das vendas da marca nos primeiros quatro meses de 2023, um crescimento de cerca de 3% em relação a todo ano de 2022. Segundo Paula Araújo, líder da New Holland Construction para a América Latina, “os produtores rurais passam a contar com a solução que facilita a gestão de frota e torna a operação das máquinas ainda mais eficiente. Tudo isso nos traz à Agrishow”, emenda.

Já a Komatsu, de acordo com Chrystian Garcia, diretor de marketing e vendas, vem acompanhando o crescimento nas vendas para o setor ano a ano e, em 2022, registrou 20% das vendas da empresa em equipamentos de construção para o segmento”, diz Garcia, afirmando que estar na feira possibilita informar o produtor e realizar negócios.

__________________________________________________________________________________


MERCADO DE PNEUS AMPLIA PARTICIPAÇÃO NA AGRISHOW 2023


O setor de pneus amplia sua participação na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. Da borracha às esteiras, oferece produtos que atendem toda cadeia produtiva da agropecuária. Com estandes movimentados, os expositores estão otimistas com a as vendas diretas, prospecção de negócios e fixação de marca.

Focada em inovação, a Michelin espera vender 60% a mais do que a última edição que participaram, em 2019, quando entregaram na semana da feira, 300 unidades. Além disso, já comemoram antecipadamente o volume positivo de reuniões e de contratos para fechamento futuro, como antecipa Cristiane Malta, gerente comercial da marca.

Sentimento semelhante foi visto no estande da Maggion, que atrai clientes diretos, como produtores rurais e usinas, mas também, distribuidores da marca em todo o Brasil. Everton Carlos de Souza, responsável pelo comercial da empresa, observa que a intenção é fortalecer as relações entre clientes e representantes. “A Agrishow é um espaço diferenciado e especialmente criado para isso. Aqui podemos apresentar nosso portfólio de produtos, mas também, conhecer e entender melhor as demandas e desejos dos nossos clientes”, frisa Souza.

Representando as marcas Trelleborg e Mitas, a gerente de marketing, Renata Muniz dos Santos, observa que o movimento comercial vem crescendo dia a dia, sendo o terceiro dia do evento um dos pontos altos. “Tivemos inúmeras reuniões de negócios, recebendo clientes e representantes comerciais das mais diferentes regiões. Acredito que o volume de negócios deve superar a edição da feira passada.”

__________________________________________________________________________________


EMPRESAS FAZEM PARCERIAS ESPECIAIS PARA

ALAVANCAR VENDAS NA AGRISHOW 2023


As fabricantes de máquinas vieram preparadas para realizar negócios durante a Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, que se encerra nesta sexta-feira, dia 5 de maio. A Baldan, por exemplo, além das linhas tradicionais que todas praticam no mercado, oferece uma linha de financiamento diferente, com equalização de taxa (flet), com 12,5% para os compradores (80% dos negócios para os revendedores nos primeiros dias) e a empresa complementa com mais 3%. “O índice de 12,5% ainda é alto, mas está melhor do que a taxa atual praticada no mercado”, diz o diretor financeiro Eduardo Fernandes. Além disso, há uma linha própria para aquisição de dois produtos (uma pulverizadora e uma plantadeira) na feira, exclusivamente para as revendas da marca. Nessa linha foram usados 25% de R$ 30 milhões disponibilizados.

A Kuhn tem parceria com o DLL, com taxa de 9,90% da Agrishow até o final de maio, para pagamento em até 36 meses, e taxa de 12,5% para cinco anos. “Tivemos bastante procura pelos produtores rurais, via revenda “, afirma a analista comercial Luciane Lechiu. A condição oferecida tem ajudado a alavancar os negócios. A Kuhn também está lançando na feira – e fazendo simulações – um consórcio com o Bradesco (até 90 vezes), que deverá entrar em operação pós-evento.

A Jacto tem parceria estreita com o DLL, praticando uma linha similar ao Moderfrota (esta do governo federal), com taxa de 12,5%, mas com o cliente financiando até 85% do valor do negócio e pagando 15% à vista, com pagamento em até 60 vezes. “Está surtindo efeito e fizemos bons negócios, pois o produtor precisa de maquinários para a próxima safra”, informa o gerente nacional de vendas da Jacto, Marcos Aukar. Por meio dessa parceria foram realizadas 40% das vendas da empresa na feira, nos primeiros dias.

Além dos bancos tradicionais, a Jumil fez um convênio especial com o Banco do Brasil, o BB Agro Parceria, com taxa de juros final de 14% ao ano. Segundo a coordenadora financeira, Andrea Silvestre, o convênio ajudou nas vendas e, nos três primeiros dias, a empresa negociou quase 30% do montante da edição de 2022. “Os dois últimos dias de feira são os melhores para fechamentos de negócios”, garante Andrea. O convênio não possui prazo determinado para terminar.

“As vendas estão semelhantes ao ano passado e, se tivéssemos juros controlados, a situação seria melhor”, garante o membro do Conselho Administrativo da Tatu Marchesan, João Carlos Marchesan. A empresa faz financiamento com todos os bancos e os juros são negociados caso a caso, segundo Marchesan.

A Stara Financeira é uma instituição de negócios exclusiva para financiar as concessionárias da Stara, que vão desde pagamentos semestrais (taxa de 13,5%) em planos de 24 e 36 meses até 6 anos (12,5% para o anual). Os recursos são oriundos da própria empresa e do BNDES. Essas condições são responsáveis por 40% dos negócios da Stara na Agrishow, segundo o coordenador nacional da Stara Financeira, Oberdan de Oliveira da Roza.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

_________________________________________________________________________________


TECNOLOGIA PARA PEQUENAS PROPRIEDADES É DESTAQUE NA AGRISHOW 2023


A tecnologia que facilita a vida do produtor de pequenas propriedades tem espaço dentro da Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação e as expectativas das empresas são bastante positivas para esta edição da feira. Cortadores de grama, geradores, roçadeiras, sopradores, motosserras, lavadoras de alta pressão e ferramentas multifuncionais são alguns dos equipamentos oferecidos pelas expositoras com foco na agricultura familiar, construção civil, floresta e jardim.

“Estivemos na edição de 2019 e voltamos este ano com boas expectativas. A movimentação tem sido boa nos primeiros dias de feira e estamos com foco no fechamento de negócios nestes dois últimos dias”, afirma Patrícia Rollwagen, coordenadora de Marketing na Toyama do Brasil.

Além das vendas e prospecção de novos clientes, a participação na feira é vista pelas empresas como uma oportunidade de troca. “Nosso propósito se fortalece em momentos de troca com nossos clientes e parceiros, absorvemos as constantes demandas e seguimos com o foco em evoluirmos os resultados”, diz o diretor de Marketing da Stihl, Rafael Zanoni.

Fluxo de visitantes dentro das expectativas e atenção especial ao fechamento de negócios na reta final. Para Veridiana Maia, da equipe de Marketing da Husqvarna, a presença da empresa reforça o espaço e a importância que o pequeno agricultor tem na programação da feira. “O produtor que pratica a agricultura familiar ou de subsistência entende as vantagens de lançar mão de tecnologias variadas nos equipamentos que utiliza na sua propriedade. São equipamentos que permitem sair do trabalho manual e evoluir, alcançando maior produtividade e resultados”, afirmou.

__________________________________________________________________________________


PREFEITO DE RIBEIRÃO PRETO, DUARTE NOGUEIRA, ASSINA

ORDENS DE SERVIÇOS PARA MELHORIA DA MALHA VIÁRIA


Em coletiva de imprensa na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, nesta quinta-feira (4/5), o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, assinou duas ordens de serviços no projeto Ribeirão Mobilidade, que irá investir R$ 47 milhões em malha viária.

“Ribeirão é uma cidade de médio porte e recebe grandes eventos internacionais como a Agrishow. Daí a importância de investir em infraestrutura urbana”, declarou Nogueira. Com as assinaturas das ordens de serviço, começam nos próximos dias as obras para construção do Trecho 1 do Corredor Leste-Oeste e do Corredor do Quadrilátero Central.

__________________________________________________________________________________


CROMAI É A VENCEDORA DO PRÊMIO AGRISHOW DE STARTUPS 2023

A Cromai é a vencedora da 2ª edição do Prêmio Agrishow de Startups. O anúncio foi realizado nesta quinta-feira (4/5), durante a Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

Por meio de inteligência artificial, a Agtech faz a identificação e classificação de ervas daninhas. O sistema mapeia a localização e o tipo de plantas invasoras. Com isso, o produtor rural pode melhorar a gestão das soluções e das aplicações de produtos necessários para resolver o problema.

Para Henrique Del Pappa, sócio diretor da Cromai, vencer a premiação é uma sensação única, especialmente por estar na Agrishow, principal feira de tecnologia agrícola da América Latina. “Foi a coroação de um trabalho em equipe”, pontuou.

A curadoria do Prêmio Agrishow de Startups e do Agrishow Labs ficou a cargo do Core Innovation Drive. “Os produtores rurais são os maiores beneficiados com uma premiação e um espaço direcionados às startups, pois são os principais elos de ligação entre o homem do campo e os avanços tecnológicos. O que há de mais moderno no setor está aqui”, destacou Haroldo Franco Junqueira, CEO da Core Innovation Drive.

A premiação teve como segundo colocado a Doroth, que elaborou testes rápidos para identificação de biológicos, em nível de DNA, a fim de facilitar a identificação e monitoramento de doenças foleares e a presença de ervas daninhas nas lavouras. Atualmente a startup já monitora mais de 240 mil hectares.

Já o terceiro colocado foi a Krilltech, que desenvolveu a arbolina, uma nanopartícula que atua nas reações químicas das plantas e vegetais, funcionando como catalisadora das funções digitais, corrigindo rotas específicas das plantas, de acordo com suas necessidades. A inovação foi criada com o apoio da Universidade de Brasília e Embrapa.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

__________________________________________________________________________________


TECNOLOGIAS PARA AGRICULTURA DE PRECISÃO CHAMAM

ATENÇÃO DOS PRODUTORES NA AGRISHOW 2023


Fazer o manejo das áreas agrícolas com o uso de tecnologias modernas para uma maior eficiência, produtividade e sustentabilidade do agronegócio é o foco da agricultura de precisão, presente na Agrishow 2023 – 28ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. Para os expositores, mais do que a oportunidade de divulgar produtos e serviços, a participação na feira permite levar informações sobre conceitos, técnicas e vantagens desse conceito ao produtor rural.

Tiago Cury, gerente comercial da Trimble Agriculture, avalia como positivo o fluxo de pessoas no estande, com especial atenção à prospecção de clientes. “O fechamento de vendas costuma acontecer posteriormente. Antes disso mostramos ao produtor o que temos a oferecer e como podemos ajudá-lo, trazendo bons resultados no campo”, disse. Entre os produtos do catálogo estão monitores, controladores de orientação e pilotos automáticos, entre outros.

Guilherme Bassi, gerente da Banjo Corporation, revela que o movimento no estande da empresa oscilou um pouco nos primeiros dias, mas tem crescido nesta reta final, aumentando as expectativas de fechamento de negócios posteriores à Agrishow. A prospecção de clientes, no entanto, segue a todo vapor. A empresa é focada no desenvolvimento de soluções para o trabalho com líquidos.

Boas expectativas para os últimos dias de evento também é ressaltado por Jessica Pavani, gerente de vendas da Agrosystem. “Os juros altos e um cenário político ainda instável trazem incertezas ao produtor e costumam frear os investimentos, mas estamos apostando no fechamento de muitos negócios após a feira”, observou. A empresa fornece produtos como monitores de plantio, sensores de alta precisão, telas e antenas e pilotos automáticos para máquinas em campo, entre outros.


Fonte: Mecânica Comunicação Estratégica

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page